Polícia recupera em Campinas carga de carne avaliada em R$ 720 mil que seria enviada à China

Fonte CONUT - 26/11/2019 - 09h32min
Polícia recupera em Campinas carga de carne avaliada em R$ 720 mil que seria enviada à China

 Policiais rodoviários recuperaram em Campinas (SP) uma carga de carne avaliada em R$ 720 mil que tinha como destino à China. O caminhão foi roubado na região de São Carlos (SP) e a empresa de monitoramento acionou a polícia. Três pessoas foram presas e o motorista, que havia sido feito refém, liberado. O caso está sendo registrado na 2ª Delegacia Seccional da cidade.

 
De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, após a informação de que o sinal do rastreamento havia sumido, houve acompanhamento nas rodovias e o caminhão foi localizado na altura do Km 80 da Bandeirantes. Foi feito um cerco contra o veículo e um automóvel que fazia a escolta.
 
O suspeito que estava no caminhão tentou fugir por um matagal, mas acabou preso. Os dois ocupantes do automóvel, egressos do sistema prisional, de acordo com a corporação, foram presos com um bloqueador de sinal.
 
O motorista, que havia sido refém, estava na cabine do caminhão e foi libertado. No local os policiais apreenderam ferramentas e uma pistola falsa.
Os suspeitos e a carga de 28 toneladas de carne foram encaminhados para o plantão para registro da ocorrência. Representantes da empresa estão no local.Perigosos); três salas de atividades práticas da Oficina Pedagógica; e dois laboratórios de informática, com capacidade para 18 alunos cada.
 
Além disso, há consultórios para atendimentos nas especialidades de odontologia, fisioterapia, psicologia e nutrição. Possui, ainda, um centro de eventos e quadra poliesportiva para atividades de esporte e lazer. Tudo isso para proporcionar mais qualidade de vida aos trabalhadores do transporte.
 
Unidade Jandyr Favassa
 
A nova unidade de Concórdia homenageia Jandyr Favassa, transportador com forte atuação em Concórdia. Nascido em 25 de junho de 1930 e falecido em 28 de fevereiro de 2007, ele iniciou sua trajetória no transporte como caminhoneiro na empresa Sadia, por volta de 1950.
 
Em 1957, comprou seu primeiro caminhão e, em 1970, abriu a primeira empresa, a Transportes Favassa Ltda., ativa até os dias de hoje. Trabalhou na estrada, como motorista, até a década de 1980. Além disso, fez parte da fundação do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas. Na cerimônia, ele foi representado pelo neto, Ricardo Favassa, que falou da satisfação e da emoção da família pelo reconhecimento. Fonte: Sest/Senat.
COMPARTILHAR
SEST SENAT inaugura nova unidade em Concórdia, Santa Catarina
26/11/2019
SEST SENAT inaugura nova unidade em Concórdia, Santa Catarina
O município de Concórdia (SC) conta com uma nova estrutura do SEST SENAT, mais ampla, mo...

Polícia recupera em Campinas carga de carne avaliada em R$ 720 mil que seria enviada à China
26/11/2019
Polícia recupera em Campinas carga de carne avaliada em R$ 720 mil que seria enviada à China
Empresa de monitoramento perdeu o sinal do rastreamento em São Carlos e caminhão foi local.

Trecho de rodovia em Tatuí é interditado para obras
26/11/2019
Trecho de rodovia em Tatuí é interditado para obras
O valor da tarifa das praças de pedágio da Rodovia Eduardo Saigh, em Itaí (SP) e Coronel M.

 



ondeestamos
SAUS Quadra 01 Bloco J Ed CNT
Torre B Sala 707
Cep: 70070-010
Brasília - DF

faleconosco
Fones: (61) 3364-0303 / 3364-3838
contato@conut.org