Caminhões ficarão menores no futuro

Fonte CONUT - 24/10/2019 - 15h53min
Caminhões ficarão menores no futuro

Toneladas e toneladas de carga acomodadas em um caminhão da maior dimensão possível: este é o padrão de otimização do transporte atual. Mas Håkan Schildt, vice-presidente de soluções autônomas da Scania, projeta que esta dinâmica tenha data para acabar com a chegada de veículos conectados e autônomos. “Os modelos tendem a ficar menores”, diz o executivo, que participou do Congresso SAE Brasil, que aconteceu entre 15 e 17 de outubro dentro da Fenatran, em São Paulo.

 
O especialista diz que o atual sistema de transporte de carga em longas distâncias é centrado no motorista, organizado com uma série de paradas para descanso do condutor, carga e descarga.
 
“Para ter rentabilidade, precisamos de caminhões enormes que rodem em sua maior capacidade de carga, o que não é a configuração mais eficiente que podemos ter”.
 
Schildt lembra que ao longo do tempo os veículos foram ficando mais longos para atender a esta necessidade de transportar grandes volumes para garantir alguma margem de lucro. “Só paramos de alongar as carretas porque surgiram legislações. Isso prejudica a aerodinâmica e aumenta o consumo de combustível.”
 
Ele calcula que, nesta equação, o motorista, o combustível e o veículo contribuam, cada um, com um terço do custo do transporte – cenário que tende a mudar bastante nos próximos anos. “Com caminhões autônomos, eletrificados e conectados, poderemos de fato planejar o transporte da forma mais eficiente. Isso muda o jogo”, diz. A aposta do executivo é que as novas tecnologias permitirão que o sistema de transporte seja completamente repensado.
 
“Fazemos tudo do mesmo jeito há anos sem nos perguntar o porquê”, diz.
 
O cenário traçado por Schildt é de que os caminhões fiquem menores e, assim, possam se deslocar mais rapidamente de um ponto a outro, sem tantas paradas de carga e descarga. Sem a força de trabalho humana, o custo cai consideravelmente, impulsionando a rentabilidade dos transportadores.
 
Em paralelo, a conectividade vai garantir mais precisão na gestão da frota e até na rodagem do veículo em modo mais econômico, enquanto o investimento em combustível tende a diminuir com o avanço da eletrificação. Uma abstração tecnológica promissora - e talvez não tão distante.
COMPARTILHAR
Caminhões ficarão menores no futuro
24/10/2019
Caminhões ficarão menores no futuro
Toneladas e toneladas de carga acomodadas em um caminhão da maior dimensão possível: este .

Frete Valor não é seguro!
24/10/2019
Frete Valor não é seguro!
Conforme especificado na tabela referencial de custos da NTC&Logística, Frete Valor destin.

Nova unidade do Sest Senat em Ourinhos oferece capacitação profissional na área de transportes
24/10/2019
Nova unidade do Sest Senat em Ourinhos oferece capacitação profissional na área de transportes
Além das salas de treinamento e laboratório de informática, o serviço ainda oferece à comu.

 



ondeestamos
SAUS Quadra 01 Bloco J Ed CNT
Torre B Sala 707
Cep: 70070-010
Brasília - DF

faleconosco
Fones: (61) 3364-0303 / 3364-3838
contato@conut.org